Click here for Myspace Layouts

Translate

Pesquisa personalizada

domingo, 18 de outubro de 2009

HIPERTENSÃO ARTERIAL



video
A doença leva até 15 anos para ser descoberta. Enquanto isso, vai minando a sua saúde. Confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre.


O que torna a pressão alta tão perigosa é a dificuldade em se reconhecer sua causa, principalmente porque mais de um fator pode estar envolvido no mau funcionamento do sistema de irrigação sangüínea. Segundo Décio Mion, do Hospital das Clínicas de São Paulo, em mais de 90% dos casos, o distúrbio está relacionado de uma só vez à herança genética, má alimentação (abuso de sal e gordura), consumo excessivo de álcool, tabagismo e peso extra. Por isso se manifesta geralmente na fase adulta e, dependendo do grau de elevação e do empenho do doente para ter uma saúde mais equilibrada, pode regredir com adoção de melhores hábitos.

O que torna a pressão alta tão perigosa é a dificuldade em se reconhecer sua causa, principalmente porque mais de um fator pode estar envolvido no mau funcionamento do sistema de irrigação sangüínea. Segundo Décio Mion, do Hospital das Clínicas de São Paulo, em mais de 90% dos casos, o distúrbio está relacionado de uma só vez à herança genética, má alimentação (abuso de sal e gordura), consumo excessivo de álcool, tabagismo e peso extra. Por isso se manifesta geralmente na fase adulta e, dependendo do grau de elevação e do empenho do doente para ter uma saúde mais equilibrada, pode regredir com adoção de melhores hábitos.


O que é Pressão Arterial?

O coração bombeia o sangue para os demais órgãos do corpo por meio de tubos chamados artérias. Quando o sangue é bombeado, ele é "empurrado" contra a parede dos vasos sangüíneos. Esta tensão gerada na parede das artérias é denominada pressão arterial.


O que é hipertensão?

A hipertensão arterial ou "pressão alta" é a elevação da pressão arterial para números acima dos valores considerados normais (140/90mHg). Esta elevação anormal pode causar lesões em diferentes órgãos do corpo humano, tais como cérebro, coração, rins e olhos. Outro tipo de hipertensão menos comum é chamada de hipertensão arterial secundária e poderá ser controlada através de tratamento médico especifico.


Como a pressão arterial se altera durante o dia?
A pressão arterial varia durante o dia dependendo da sua atividade. Ela aumenta quando você se exercita ou quando está excitado e diminui quando você está relaxado ou quando dorme. Até mesmo a postura - sentado ou em pé - influencia a pressão arterial. Este é o motivo pelo qual os médicos devem aferir várias vezes a pressão arterial para firmarem corretamente o diagnóstico de hipertensão arterial.


O que significa a medida da pressão arterial?
Quando sua pressão arterial é medida, dois números são anotados, tais como 140/90. O maior número, chamado pressão arterial sistólica, é a pressão do sangue nos vasos, quando o coração se contrai, ou bombeia, para impulsionar o sangue para o resto do corpo. O menor número, chamado pressão diastólica, é a pressão do sangue nos vasos quando o coração encontra-se na fase de relaxamento (diástole).


Porque a pressão arterial alta é um problema?
A maioria das pessoas não têm sintomas. Por isso é chamada de "doença silenciosa". Apesar da ausência de sintomas, pressão arterial elevada pode causar danos a seu corpo.


Como está sua pressão arterial?

O único meio de você saber é a checagem de sua pressão arterial por um profissional da área de saúde. Cada vez que você checar sua pressão arterial, anote no cartão de controle.


Dicas para controlar a pressão arterial
Se você tem pressão alta é importante trabalhar em conjunto com seu médico, planejando um programa de controle adequado.

l - Tome seus remédios regularmente, como prescrito. Caso você sinta algo diferente após a ingestão, informe ao médico.
2- Compareça ao consultório nas datas marcadas de controle de sua pressão, o que permitirá ao médico tomar as providências adequadas.
3- Caso o médico recomende, aprenda como medir sua pressão em casa. Peça-lhe que indique a aparelhagem necessária e lhe ensine a usá-la. Seria uma boa idéia algum familiar aprender também.


Controlando e Prevenindo a Hipertensão

Controle periodicamente sua pressão arterial.
Deixe de fumar.
Minimize o uso de álcool.
Mantenha seu peso ideal.
Faça exercícios físicos sob orientação médica.
Evite alimentos ricos em gorduras. Eles contêm grandes quantidades de colesterol, que é prejudicial à sua saúde.
Diminua o sal nos seus alimentos.
Evite a tensão. Enfrente melhor sua vida.
Diminua seu peso.




1 - CÉREBRO
A hipertensão costuma causar dois tipos de acidentes vascular cerebral (AVC), mais conhecido como derrame: o isquêmico, quando a pressão elevada favorece o entupimento de algum vaso e impede a irrigação do sangue no local; e o hemorrágico, se há rompimento de artérias, sangramento e formação de coágulos. Ambos podem provocar a morte ou seqüelas irreversíveis, como a paralisia de um lado do corpo e a dificuldade na fala. Também favorece o aparecimento de um tipo de demência provocada pela destruição gradual do tecido do cérebro, causada por uma seqüência de pequenos AVCs, menos graves que o isquêmico e o hemorrágico.

2 - OLHOS

As artérias que irrigam a retina (camada mais interna do olho, responsável pela visão) são muito finas e delicadas. Elas podem romper e levar à cegueira.


3 - CORAÇÃO


O mesmo mecanismo tende a lesar o órgão mais importante do corpo. Se um dos seus vasos fica comprometido, é provável que ocorra a angina (dor no peito, provocada pela falta de irrigação) e, conseqüentemente, o infarto. Além disso, com o tempo, é possível ocorrer uma insuficiência cardíaca: para vencer uma resistência maior das artérias, por conta do aumento da pressão, o coração precisa bater mais forte. Como se trata de um músculo, ele pode inchar aos poucos até chegar a um momento em que não conseguirá bombear sangue suficiente para suprir o seu tamanho. Então, entra em falência..


4 - RINS


Eles tanto tendem a provocar a hipertensão quanto sofrer com a doença. Isso porque fabricam hormônios (renina e angiotensina) responsáveis pela regulação da pressão arterial. A renina - em grande quantidade no organismo de hipertensos - estimula a produção de angiotensina que, por sua vez, facilita o estreitamento das artérias. Por outro lado, uma vez que a pressão está elevada, os rins ficam sem matéria-prima (sangue) para trabalhar e vão atrofiando, num processo chamado de nefroesclerose. Se chegar à insuficiência renal, o único recurso será a hemodiálise e o transplante.



5 - PÊNIS

O órgão pode ficar sem irrigação sangüínea. Como a ereção depende dela para ocorrer, a pressão alta pode levar à impotência sexual.



6 - PERNAS

Como não chega sangue suficiente aos músculos, eles ficam sem oxigênio. Isso provoca dor ao andar ou fazer exercício.

O aumento contínuo da pressão arterial faz com que ocorram danos nas artérias de diversas partes do organismo vivo. A Hipertensão Arterial é um fator de risco para Aterosclerose. Como qualquer artéria do corpo pode ser obstruída pela aterosclerose, praticamente todos os órgãos podem sofrer alterações decorrentes da hipertensão, sendo freqüentes:

no coração - o Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), a miocardiopatia e a insuficiência cardíaca.Cardiopatia.
no cérebro - o Acidente vascular cerebral (AVC).
nos rins - insuficiência renal.
nos olhos - diminuição da visão e problemas na retina.Retinopatia.

CAUSAS


HAS primária. Na grande maioria dos casos a Hipertensão Arterial é considerada essencial, isto é, ela é uma doença por si mesma. Em 95%[carece de fontes?] dos casos a causa da doença é desconhecida. Nesses pacientes ocorre aumento da rigidez das paredes arteriais, fato que é favorecido pela herança genética em 70% dos casos. Por essa razão, é preciso verificar o histórico familiar do paciente, uma vez que, se seus pais ou parentes próximos são hipertensos, ele tem grandes probabilidades de desenvolver a doença.



AS secundária. Ocorre quando um determinado fator causal predomina sobre os demais, embora os outros possam estar presentes.
HAS por Doença do parênquima renal.
HAS Renovascular. HAS Renovascular é a provocada por algum problema nas artérias renais. De maneira reacional, o rim afetado produz substâncias hipertensoras. A correção do problema renal pode diminuir a pressão arterial.
HAS por Aldosteronismo primário.
HAS relacionada a Gestação.
HAS relacionada ao uso de Medicamentos.
HAS relacionada ao uso de Anti-concepcionais.
HAS relacionada ao uso de Corticosteróides.
HAS relacionada ao uso de Anti-inflamatórios.
HAS relacionada a Feocromocitoma. Feocromocitoma é um tumor que produz substâncias vasoconstrictoras que aumentam a pressão arterial, produzem taquicardia, cefaléia e sudorese. A retirada deste tumor pode diminuir a pressão arterial.
HAS relacionada

Outras causas:
- História familiar

Pessoas que têm familiares com pressão arterial elevada têm maior chance de serem hipertensas. Se for o seu caso comunique ao médico.


- Idade

Pressão alta ocorre na maioria dos casos em pessoas acima de 35 anos. O risco aumenta com a idade.


- Raça

A pressão alta é mais comum em pessoas de raça negra do que nas de raça branca.


- Sal

A ingestão excessiva de sal predispõe ao aumento da pressão arterial, por reter líquidos e dilatar o vaso sanguíneo.


- Obesidade

Pessoas com excesso de peso têm maior probabilidade de desenvolver a hipertensão. Procure saber qual é seu peso normal em relação a sua idade, altura e sexo e, se você estiver acima deste peso, consulte seu médico e nutricionista sobre um programa de exercícios e dieta adequada para uma perda gradual de peso.


- Diabetes

Pessoas com diabetes muitas vezes também sofrem de hipertensão. Esta combinação aumenta o risco de doenças cardíacas e renais.


- Abuso de álcool

Estudos demonstraram que o abuso de álcool pode estar associado à pressão alta. O significado de "abuso" pode diferenciar de pessoa para pessoa, dependendo do peso, hábitos alimentares e hereditariedade. De qualquer maneira recomenda-se moderação.


- Vida sedentária

Um estilo de vida sem exercícios regulares aumenta a probabilidade de excesso de peso, significando um fator de risco para o desenvolvimento da hipertensão.


- Cigarro

O hábito de fumar é um fator de contribuição para elevar a pressão arterial.



TRATAMENTO


Nos casos que necessitam de medicamentos, são utilizadas várias classes de fármacos, isolados ou associados. Entre outras possibilidades à disposição dos pacientes sob prescrição médica, encontram-se:

Diuréticos
Inibidores do sistema nervoso simpático
Drogas de ação central
Drogas de ação intermediária
Bloqueadores ganglionares
Bloqueadores pós-ganglionares
Drogas de ação periférica
Antagonistas alfa adrenérgicos
Antagonistas beta adrenérgicos
Inibidores de endotelina
Antagonistas dos canais de cálcio
Inibidores da enzima conversora da angiotensina II
Antagonistas do receptor AT1 da angiotensina II
Vasodilatadores diretos
Nitratos

SINAIS E SINTOMAS


O principal sinal da doença , é uma elevação persitente da pressão arterial . A hipertensão arterial, por si só , não costuma causar sintomas , por isso , é conhecida como a "matadora silenciosa" .
Sintomas com dor de cabeça , mal estar , tonturas e sangramento nasal não apresentam uma boa correlação com níveis elevados da pressão arterial . Muitas vezes , o diagnóstico de hipertensão arterial é realizado apenas na vigência de complicações cardiovasculares .




TABELA (CRIANÇAS E ADOLESCENTES)

Os valores dos percentis 90 e 95 da pressão arterial para cada faixa etária são normalizados para o percentil da estatura da criança e adolescente.

Menores que o percentil 90 Normal
Entre os percentis 90 e 95 Normal Limítrofe
Maiores que o percentil 95 Hipertensão Arterial



CUIDADOS DE ENFERMAGEM

Alguns ezemplos:

Plano de cuidados direcionado para o autocuidado dos pacientes portadores de HAS
Manter o paciente calmo
Verificar sinais vitais com ênfase em PA
Controle de diurese
Manter boa visibilidade do tórax para que se possa observar a expansão durante a ventilação
Monitorização da saturação de o2
Observar, comunicar nível de consciência
Observar , comunicar aceitação de dieta
Administrar medicamento prescrito, avaliar seus efeitos
Incentivar o paciente a seguir a terapia
Avaliar a TA regularmente
Fornecer informações sempre ao paciente referente aos procedimentos
Registrar tudo.




Fonte:
http://cipa.inatel.br/cipa/informativos/o-que-e-pressao-arterial.html

Nenhum comentário:

Política de privacidade

" O conteúdo das matérias desse portal é de caráter meramente ilustrativo e informativo. Nenhuma informação obtida a partir deste conteúdo , deverá substituir , do ponto de vista ético ou legal , a orientação de um médico ( ou de outro profissional da área da saúde ) , em relação aos aspéctos preventivos, diagnósticos e de tratamento , das diversas doenças ou condições clínicas " .

Não é finalidade deste portal a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança, como também não é finalidade deste portal republicar artigos como sendo de minha própria autoria, ou mesmo para fins lucrativos, comerciais. Este site tem apenas a finalidade de transmitir informações interessantes a leigos e profissionais de saúde como forma de esclarecimento, dando sempre créditos aos seus autores, sem nenhum fins lucrativos.

Tenho referenciado todos os textos com autoria e fonte. Quando possível publico também o site e informações de contato do autor. Se você deseja usar algum texto publicado nesse portal, por favor, referencie. Informe com clareza a autoria e a fonte.






"O futuro pertence aqueles que acreditam na beleza de seus sonhos..."

"Amar ao próximo é amar a si mesmo." Fonte: médicos sem fronteiras.


So Enfermagem

.
Márcia Florêncio. Tecnologia do Blogger.