Click here for Myspace Layouts

Translate

Pesquisa personalizada

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

TÉCNICA DA LAVAGEM DAS MÃOS


HIGIENIZAÇÃO SIMPLES DAS MÃOS




Importante


Antes de iniciar qualquer uma dessas técnicas, é necessário retirar jóias (anéis, pulseiras, relógio), pois sob tais objetos podem acumular-se microrganismos.

• No caso de torneiras com contato manual para fechamento, sempre utilize papel-toalha.

• O uso coletivo de toalhas de tecido é contra-indicado, pois estas permanecem úmidas, favorecendo a proliferação bacteriana.

• Deve-se evitar água muito quente ou muito fria na higienização das mãos, a fim de prevenir o ressecamento da pele.


A lavagem de mãos é tradicionalmente o ato mais importante para a prevenção e o controle das infecções hospitalares . foi comprovada sua importância por Semmelweiss e merecido atenção das publicações clássicas mais importantes sobre infecções hospitalares. Semmelweiss, reduziu as taxas de infecções puerperais através do ato de lavagem das mãos com solução germicida, antes do atendimento a partos, em 1848.
A lavagem das mãos é o simples ato de lavar as mãos com água e sabonete, visando à remoção de bactérias transitórias e algumas residentes, como também células descamativas, pêlo, sujidades e oleosidade da pele e é utilizada em áreas não críticas.

Finalidades


• Prevenir infecções;

• Evitar contaminação;

• Manter a higiene pessoal;

• Não contaminar outras pessoas.


Flora transitória


• Microrganismos isolados ocasionalmente na pele que são rapidamente removidos pela lavagem ou anti‐sepsia das mãos.
• Exemplos: alguns gram‐negativos, tais como Escherichia coli


Flora residente

• Microrganismos persistentemente isolados da pele da maioria das pessoas. Eles são de mais difícil remoção e é necessária a fricção vigorosa durante a lavagem das mãos.

• Exemplos: Staphylococcus coagulase‐negativos, Corynebacterium sp, Acinetobacter sp, Propionibacterium e alguns membros da família Enterobacteriaceae.


Tipos de lavagens das mãos


• LAVAGEM COMUM

– remoção de sujidade e redução da flora transitória

• ANTI‐SEPSIA

– remoção e destruição de flora transitória

• ANTI‐SEPSIA ‐ PREPARO CIRURGICO

– remoção, destruição da flora transitória e redução da flora permanente


Secagem das mãos


• Não usar toalhas de tecido de rotina onde há atendimento a pacientes.

• Utilizar compressas esterilizadas no preparo cirúrgico.

• Secagem com ar quente. Apesar de menor número de microorganismos, o processo é ruidoso e demorado, além de levantar sujeira do piso.

• Toalhas de papel. A qualidade é importante para que não solte partículas.

O papel pode ser reciclado apenas se garantida a ausência de microorganismos pelo processo de tratamento.

• Cuidar o local de colocação do suporte.

• A limpeza do suporte de toalha também deve ser sistemática.
 
 
Tipos de anti‐sépticos


• ÁLCOOL(60% A 90%): etílico, n‐propílico, isopropílico

• GLUCONATO DE CLOROHEXIDINA (0,5% c/álcool; 2%; 4%)

• IODO E IODÓFOROS (0,05%... 10%; 2%)

• TRICLOSAN(0,3%;1%;2%)

• PARA‐CLORO‐META‐XYLENOL
 
 
ANTI-SEPSIA CIRÚRGICA OU PREPARO PRÉ-OPERATÓRIO DAS MÃOS


Finalidade

Eliminar a microbiota transitória da pele e reduzir a microbiota residente, além de proporcionar efeito residual na pele do profissional.

As escovas utilizadas no preparo cirúrgico das mãos devem ser de cerdas macias e descartáveis, impregnadas ou não com anti-séptico e de uso exclusivo em leito ungueal e subungueal.

Para este procedimento, recomenda-se:

Anti-sepsia cirúrgica das mãos e antebraços com anti-séptico degermante.

Duração do Procedimento: de 3 a 5 minutos para a primeira cirurgia e de 2 a 3 minutos para as cirurgias subseqüentes (sempre seguir o tempo de duração recomendado pelo fabricante).












A maioria das doenças poderiam ser evitadas com a simples lavagem correta das mãos. A maioria das pessoas não possuem esse hábito por falta de informação ou simplesmente por não acreditarem que suas mãos carregam milhões de microrganismos que possam causar doenças graves. Dedos e unhas acumulam microorganismos, entre vírus e bactérias, e podem transmitir desde uma gripe até doenças como as intoxicações e infecções alimentares transmitidas por alimentos manipulados por pessoas com as mãos contaminadas.

Mas, quando devemos lavar as mãos? Dicas:

- Após utilizar o banheiro, fumar e espirrar
- Após tocar seus cabelos, rosto ou roupas
- Antes e após comer, beber ou manipular alimentos
- Após mexer com lixo
- Toda vez que mudar de tarefa - indo de uma coisa a outra
Mas como fazer corretamente?
- Molhe suas mãos com água potável corrente
- Passe sabão líquido e esfregue entre os dedos, nas costas das mãos, punhos e sob as unhas. Lave por, pelo menos, 20 segundos
- Seque as mãos. Use folhas de papel descartáveis ou secador de mãos elétrico
- Use uma toalha de papel quando fechar a torneira e tocar a maçaneta de portas (banheiro) para evitar novamente a contaminação.
Importante


Fonte:
https://sites.google.com/site/enfglauco/
http://www.fef.br/noticias/ver.php?notid=71&catid=4
http://4.bp.blogspot.com/_6RQeZmwLsEQ/SgIZVsmtSMI/AAAAAAAAA0M/bQ1jUMAJ-cE/s400/hm.bmp

4 comentários:

rosa disse...

ROSA!

GOSTEI MUITO DE SABER A TÉCNICA DAS LAVAGENS DAS MÃOS.....SE TODOS FIZESSE ISTO NÃO EXISTIRA INFECÇÃO

Anônimo disse...

W tensonde U

Kaline disse...

Parabéns pelo blog, também sou professora de enfermagem e gosto sempre de lembrar da importância da lavagem das mãos aos meus alunos.

Anônimo disse...

parabens muito interesante me ajudou muito.

Política de privacidade

" O conteúdo das matérias desse portal é de caráter meramente ilustrativo e informativo. Nenhuma informação obtida a partir deste conteúdo , deverá substituir , do ponto de vista ético ou legal , a orientação de um médico ( ou de outro profissional da área da saúde ) , em relação aos aspéctos preventivos, diagnósticos e de tratamento , das diversas doenças ou condições clínicas " .

Não é finalidade deste portal a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança, como também não é finalidade deste portal republicar artigos como sendo de minha própria autoria, ou mesmo para fins lucrativos, comerciais. Este site tem apenas a finalidade de transmitir informações interessantes a leigos e profissionais de saúde como forma de esclarecimento, dando sempre créditos aos seus autores, sem nenhum fins lucrativos.

Tenho referenciado todos os textos com autoria e fonte. Quando possível publico também o site e informações de contato do autor. Se você deseja usar algum texto publicado nesse portal, por favor, referencie. Informe com clareza a autoria e a fonte.






"O futuro pertence aqueles que acreditam na beleza de seus sonhos..."

"Amar ao próximo é amar a si mesmo." Fonte: médicos sem fronteiras.


So Enfermagem

.
Márcia Florêncio. Tecnologia do Blogger.